Sente cansaço excessivo? Saiba o que pode ser!

A correria do dia a dia pode fazer com que você não preste muita atenção na sua saúde — o que não é nada bom. São vários os fatores que podem influenciar nessa realidade, como os muitos compromissos de trabalho, exigências com os filhos, com o parceiro (a) e várias outras coisas.

Depois de algum tempo nesse ritmo frenético, pode ser que você sinta um cansaço excessivo, que não parece ser normal, e que pode levar você a se perguntar o que poderia ser.

Muitas vezes, o cansaço excessivo é um sintoma de uma doença mais séria e que precisa de uma atenção especial. E, para tirar essa dúvida de uma vez por todas, separamos neste artigo alguns dos motivos mais comuns quando o assunto é esse tipo de problema (e por que é importante você diagnosticá-la o quanto antes, para que a sua saúde não venha a ser prejudicada). Confira os detalhes!

Por que o cansaço excessivo pode ser sinal de problema de saúde?

Em virtude do estresse e correria do dia a dia, nosso corpo, naturalmente, sente o cansaço. Porém, para algumas pessoas, mesmo após ter tido uma boa noite de sono e terem descansado bastante, o cansaço permanece. Isso significa que o corpo está emitindo um alerta de algo que não está bem. É normal se sentir fadigado após um dia agitado, mas se torna preocupante a partir do momento que a sensação de cansaço permanece mesmo após o descanso.

Quais são as principais doenças que podem causar esse tipo de problema?

O cansaço em excesso não é normal e existem algumas doenças que possuem a fadiga como um de seus sintomas. A seguir, listamos algumas das principais doenças que apresentam esse tipo de indício. Acompanhe!

1. Diabetes

Quando a glicose não consegue alcançar todas as células, o corpo começa a perder energia, causando assim o cansaço em excesso. E é exatamente isso que a diabetes faz.

A doença desequilibra o controle de líquido no corpo, fazendo com que a pessoa urine mais vezes, desequilibrando o metabolismo como um todo.

Esse desequilíbrio é o grande responsável pelo cansaço. Depois de controlada a doença, a fadiga tende a diminuir.

Vale lembrar que a diabetes não tem cura, mas com o tratamento adequado a doença pode ser controlada e o cansaço equilibrado.

2. Anemia

A anemia é causada pela ausência de nutrientes essenciais como o ferro, zinco, proteínas e vitamina B12 no sangue. O ferro, por exemplo, atua na fabricação das células vermelhas do sangue e, também, auxilia no transporte do oxigênio para todas as células do corpo humano. Sem esse elemento é natural que o corpo fique mais fraco, certo?

Os sintomas da anemia são a falta de apetite, desânimo, sonolência, palidez na pele e mucosas, e, por fim, o cansaço em excesso.

Porém, como seus sintomas e sinais não são muito específicos, é necessário a realização de exames laboratoriais, como o de sangue, para poder confirmar o seu diagnóstico. Após o tratamento, o cansaço desaparece.

3. Depressão

A depressão faz com que a pessoa se sinta triste e sem vontade de realizar seus afazeres diários, como trabalhar, cuidar dos filhos e até mesmo levantar da cama. Tudo aquilo que, um dia, ela tinha prazer em fazer, agora não tem mais.

O que poucas pessoas sabem é que um dos principais sintomas da depressão é a fadiga física e mental. Apesar de ser uma doença que aflige o emocional do indivíduo, o corpo também é diretamente afetado pelos sintomas.

A depressão pode atingir qualquer pessoa e é uma doença muito séria, podendo levar, inclusive, ao suicídio. Por essas e outras, a pessoa deprimida deve procurar um acompanhamento psicológico e psiquiátrico para contornar a situação e melhorar sua qualidade de vida.

4. Doenças cardíacas

As doenças cardíacas ocorrem quando as estruturas – músculos e válvulas – que ajudam o coração a realizar a sua função, não funcionam da maneira correta. A fadiga pode ser um sinal de inúmeros problemas cardíacos, tais como angina, infarto, arritmia, doenças valvulares, insuficiência cardíaca, pressão alta, entre outros.

O uso excessivo do sal, por exemplo, faz com que haja um aumento de sódio na corrente sanguínea, retendo o líquido que está presente no sangue, prejudicando, assim, a pressão arterial.

Quando o coração não consegue fazer uma boa contração, pode acabar comprometendo o envio sangue para todo o nosso corpo. Esse é um sinal importante de que ele está sofrendo uma arritmia cardíaca, podendo causar tonturas e cansaço em excesso.

5. Apneia do sono

Para quem não sabe, a apneia pode ser caracterizada pela falta de ar nos pulmões enquanto o indivíduo – adulto ou criança – dorme. Essa característica faz com que ele produza um ronco, semelhante a um som de sufocamento.

É possível que a respiração seja interrompida por até 40 segundos, o que faz com que a pessoa acorde inúmeras vezes durante a noite.

Dormir mal a noite, faz com que a pessoa se sinta, naturalmente, cansada durante o dia. Isso pode ser causado pelo excesso de peso e requer análise do sono por um médico especialista.

6. Alterações da tireoide

A tireoide é uma glândula presente na parte inferior do pescoço, possui a forma de uma borboleta e é responsável por manter o nosso metabolismo acelerado. Quando não trabalha corretamente, ela pode produzir menos hormônios, gerando o hipotireoidismo, ou mais hormônios do que o normal, causando o hipertireoidismo.

Quando a glândula da tireoide não funciona direito, gera o cansaço, podendo apresentar também fraqueza muscular, aumento no apetite, alterações no ciclo menstrual, entre outros. Motivos de sobra para ficar de olho, não é mesmo?

7. Fadiga Crônica

Essa é uma doença caracterizada pelo cansaço extremo, que sequer pode ser explicado. Nesta síndrome, o cansaço costuma ser intenso e, mesmo com um bom descanso, ela não apresenta melhora alguma.

Neste caso, como a fadiga se apresenta de uma maneira muito forte, o ideal é que um médico seja consultado imediatamente. Para um tratamento eficaz, o especialista pode receitar medicamentos ou terapias que irão aliviar os sintomas.

Qual é a importância do diagnóstico médico?

Somente um médico vai saber identificar se você possui alguma doença e como ela pode ser tratada. Muitas vezes, o diagnóstico precoce faz com que os sintomas sejam tratados logo no início, retardando assim a evolução da doença e aumentando suas chances de cura.

O cansaço excessivo pode ser um sintoma de muitas doenças e você conheceu algumas delas nesse post. Ainda assim, a consulta com um profissional é muito importante para determinar qual é a causa de tanta fadiga. Da mesma maneira que pode ser uma doença grave, também pode ser apenas estresse de uma vida corrida e com pouco tempo para lazer.

Neste caso, agendar umas férias é uma ótima opção para diminuir o ritmo de trabalho e dar mais atenção para a família.

Agora que você já conhece as possíveis causas do cansaço excessivo, fique de olho em qualquer alteração na sua rotina. Essa ainda é a melhor forma de tomar medidas proativas.

 E você, conhece outra doença que pode provocar o cansaço excessivo? Compartilhe no espaço abaixo e ajude outras pessoas também!

Powered by Rock Convert

Sobre Blog BEM SAUDÁVEL

Este blog é uma iniciativa da Unimed Belém e, o seu conteúdo, é voltado para orientar e inspirar pessoas que buscam uma vida mais saudável, feliz e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *