Saiba como se prevenir contra a febre amarela

Diariamente, jornais e programas de TV mostram os casos de febre amarela que são registrados em nosso país. O número de infectados não para de aumentar, gerando medo na população.

No entanto, diante de tantas informações, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre as notícias que envolvem essa doença.

Para esclarecer os principais questionamentos, continue acompanhando este post. Aqui, você descobrirá os principais sintomas da doença, como se prevenir contra a febre amarela, quem deve tomar a vacina, entre outros fatos.

VEJA TAMBÉM NOSSOS EBOOKS GRATUITOS:
Check-list: o que fazer antes de começar uma atividade física?
Guia completo para emagrecer com saúde
Guia das vitaminas e minerais
Guia prático sobre vacinação
Guia prático para ter uma gravidez tranquila e saudável 

Afinal, o que é febre amarela?

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda. Ela é transmitida por um vírus, que pode causar a morte da pessoa infectada em apenas uma semana, caso o indivíduo não procure imediatamente um médico. Segundo o Ministério da Saúde, a doença é comum em macacos, que são os principais hospedeiros do vírus.

Como a doença é transmitida?

A febre amarela tem diversos casos registrados na América do Sul e Central e em alguns países da África. A transmissão da doença ocorre por meio de mosquitos em áreas urbanas ou silvestres. A manifestação é igual nos dois casos, uma vez que o vírus e a evolução clínica são semelhantes. A única diferença está nos transmissores.

Veja abaixo como cada um funciona!

  • Ciclo Silvestre: em florestas, o principal transmissor da febre amarela é o mosquito Haemagogus.
  • Ciclo Urbano: é o famoso mosquito Aedes aegypti, que é conhecido por também transmitir a dengue.

Você só será infectado pela doença caso não tenha contraído a febre amarela nem tomado a vacina que previne a transmissão do vírus.

Surto ou epidemia: devo me preocupar?

Segundo o Ministério da Saúde, os casos recentes de febre amarela já representam o pior surto registrado no Brasil. O número de infectados aumenta acima do normal em regiões específicas, como Minas Gerais e Espírito Santo.

Por outro lado, a epidemia se instala quando o surto ocorre em diversos locais do país. Apesar de ainda não ser considerada uma epidemia, não podemos ignorar a febre amarela. Os sintomas da doença são graves e depois de três a seis dias da picada do mosquito, o acometido pode sofrer diversos problemas:

  • febre alta;
  • mal-estar;
  • dor de cabeça;
  • dores nos músculos;
  • náuseas;
  • diarreia.

Em situações mais graves, é possível sentir icterícia, anúria (em que a pessoa fica sem urinar por um longo período, indicando um comprometimento dos rins), hepatite e problemas cardíacos. Grande parte das pessoas apresenta uma melhora depois de sofrer com esses sintomas.

Percebeu o quanto a febre amarela pode comprometer a sua saúde? Portanto, continue e descubra como se prevenir da melhor forma.

Como se prevenir contra a febre amarela?

Em nosso país, a vacina é a única proteção contra a doença. O laboratório Bio-Manguinhos, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), é responsável por produzir o imunizante desde 1937.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma dose de vacina protege o homem contra o vírus. Todavia, para evitar problemas, são recomendadas duas doses no Brasil. Geralmente, elas são aplicadas aos 9 meses de idade e aos 4 anos.

Mas algumas pessoas ainda usam outros meios para não serem infectados pela doença. Você pode aplicá-los também em seu dia a dia — como o uso de repelente contra insetos, mosquiteiros e roupas que cubram todo o corpo.

Quem deve tomar a vacina?

A vacina é indicada para os seguintes casos:

  • pessoas que vivem nas áreas rurais onde há risco da doença;
  • pessoas que moram nas cidades que passam ou já passaram por surtos da febre amarela;
  • quem nunca recebeu imunização contra a doença.

A vacina ainda é obrigatória antes de viajar para os seguintes países: Angola, Benin, Burundi, Camarões, Congo, Costa do Marfim, Guiana Francesa, Guiné-Bissau, Gabão, Gana, Índia, Libéria, Mali, Níger, República Centro-Africana, República Democrática do Congo, Ruanda, Serra Leoa e Togo.

É recomendável tomar a vacina 15 dias antes da viagem.

O Ministério da Saúde informou que todos os estados estão abastecidos com a vacina.

Como ocorre a vacinação?

Para se vacinar é bem simples: basta ir ao posto de saúde mais próximo da sua casa. Não se esqueça da sua carteira de identidade e do cartão de vacina.

Não sabe onde está o seu cartão de vacina ou os dos seus filhos? Calma. No posto de saúde é realizado um prontuário eletrônico para registrar a vacinação.

Aqui, vale uma informação bastante importante: a vacina é segura e não dói. Se você tem medo de agulha ou de hospital, pode ir ao posto de vacinação sem problemas, afinal, a sua saúde é o mais importante, não é mesmo?

Quem não pode tomar vacina?

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), por causa das reações, a vacina da febre amarela não é indicada para os seguintes casos:

  • pessoas com doenças que baixam a imunidade, como lúpus, câncer e HIV;
  • pessoas com mais de 60 anos;
  • grávidas;
  • alérgicos à gelatina e ao ovo.

Estou com sintomas da doença, e agora?

Primeiro, mantenha a calma. Depois, vá até um médico na unidade de saúde mais próxima. Lembre-se de informar, durante a consulta, se você realizou viagens a áreas de risco nos 15 dias anteriores. É importante falar também se você tomou a vacina contra a febre amarela e quando, pois você só estará imune após quatro dias da vacinação.

Como tratar a febre amarela?

Atualmente, não existe tratamento contra a doença. O médico trata os sintomas com analgésicos e antitérmicos. Nesse tipo de situação, remédios que contêm ácido acetilsalicílico (AAS e Aspirina) na formulação não são indicados, pois favorecem o aparecimento de manifestações hemorrágicas.

Por isso, jamais faça automedicação ou busque orientação com amigos ou familiares. Afinal, pode haver remédios com o ácido acetilsalicílico sem que você saiba. Além disso, os médicos são os melhores profissionais para indicar qualquer tipo de medicamento.

A febre amarela é uma doença que deve ser levada a sério. Para evitar problemas com a sua família, não se esqueça de vaciná-la e seguir as recomendações deste post. Além disso, um plano de saúde é ideal para deixá-lo prevenido em relação a alguns imprevistos.

Agora que você já sabe como se prevenir contra a febre amarela, que tal compartilhar este post nas redes sociais para que seus amigos conheçam mais informações sobre o assunto?

 

Powered by Rock Convert

Sobre Blog BEM SAUDÁVEL

Este blog é uma iniciativa da Unimed Belém e, o seu conteúdo, é voltado para orientar e inspirar pessoas que buscam uma vida mais saudável, feliz e equilibrada.

2 Comentários

    1. Blog BEM SAUDÁVEL

      Oi Robson, tudo bem?

      Agradecemos o seu elogio, sua opinião é muito importante para nós!
      Assine nossa newsletter e continue acompanhando nossos artigos 😉

      Abraços,

      Equipe Blog Bem Saudável.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *