Quais são as consequências da depressão?

Por ser uma doença grave que atinge pessoas de todas as idades e classes sociais, as consequências da depressão precisam ser conhecidas para que complicações maiores sejam evitadas.

Mas que tipo de consequências são essas? Leia o post a seguir para conhecer alguns dos seus possíveis efeitos.

VEJA TAMBÉM NOSSOS EBOOKS GRATUITOS:
Check-list: o que fazer antes de começar uma atividade física?
Guia completo para emagrecer com saúde
Guia das vitaminas e minerais
Guia prático sobre vacinação
Guia prático para ter uma gravidez tranquila e saudável 

Principais consequências da depressão

Embora cada caso seja único e deva ser avaliado individualmente, existem algumas decorrências conhecidas da doença, sobretudo quando o problema não é tratado. Conheça, a seguir, as mais comuns.

Maior vulnerabilidade a outras doenças

Os distúrbios do sono — como a insônia, que é bastante comum em pessoas depressivas que não seguem um tratamento adequado — podem gerar um ciclo desgastante que contribui para a queda da imunidade e pode deixar o indivíduo mais susceptível à adoecimento.

Os efeitos psicossomáticos, ou seja, a manifestação física de fatores psicossociais, são responsáveis por muitas aflições orgânicas presentes em pacientes que sofrem de depressão. Distúrbios intestinais, fibromialgia, psoríase, enxaqueca e impotência sexual podem, por exemplo, ser diretamente influenciadas pelo componente emocional.

Dificuldades na vida pessoal e profissional

A depressão pode gerar distúrbios no cérebro que impedem que os neurotransmissores proporcionem sensações de prazer, alegria, bem-estar e disposição — resultando em diversas alterações de humor.

Por isso, o cansaço excessivo e a tristeza são característicos, o que influencia diretamente no comportamento do indivíduo. Por exemplo, situações como isolamento social, desemprego, baixo rendimento escolar e problemas nos relacionamentos afetivos costumam ser recorrentes.

Comportamentos de risco

Muitas pessoas colocam a saúde ainda mais em risco ao se renderem aos vícios — como o alcoolismo e o uso de outras drogas — como forma de tentar fugir do problema ou aliviar os sintomas.

Fatalidades

Por fim, infelizmente, consequências ainda piores podem ocorrer. A doença não tratada permite que sentimentos como a infelicidade e a impotência sejam capazes de causar — até mesmo — o suicídio e outros tipos de acidentes fatais.

E então, conseguiu entender melhor quais são as consequências da depressão e a importância de tratar o problema para evitá-las? Se ainda restou alguma dúvida, deixe o seu comentário!

Powered by Rock Convert

Sobre Blog BEM SAUDÁVEL

Este blog é uma iniciativa da Unimed Belém e, o seu conteúdo, é voltado para orientar e inspirar pessoas que buscam uma vida mais saudável, feliz e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *