Prevenção de quedas em idosos: 10 dicas para deixar a casa mais segura

É natural que a idade traga consigo certas limitações, sejam elas visuais, auditivas, corporais etc. Por isso, é importante ter alguns cuidados — como a prevenção de quedas em idosos —, evitando que exista um prejuízo maior ao seu bem-estar.

A ideia é reduzir a ocorrência de acidentes, mesmo dentro de casa, pois esses imprevistos podem comprometer a saúde dos mais velhos. Para isso, devemos nos preocupar em reavaliar os ambientes para tentar eliminar as maiores fontes de riscos.

Quer conhecer dicas importantes para deixar a sua casa mais segura para os idosos? Então leia o post a seguir e conheça 10 ideias para começar a colocar em prática!

VEJA TAMBÉM NOSSOS EBOOKS GRATUITOS:
Check-list: o que fazer antes de começar uma atividade física?
Guia completo para emagrecer com saúde
Guia das vitaminas e minerais
Guia prático sobre vacinação
Guia prático para ter uma gravidez tranquila e saudável 

1. Instale corrimões

Uma das principais razões que fazem idosos caírem é a falta de apoio. Às vezes, eles podem se desequilibrar ou terem um mal-estar e não conseguirem encontrar uma base de sustentação que ajude a evitar a queda.

Portanto, é fundamental instalar corrimões nas casas que possuem escadas — de preferência, dos dois lados. Ainda que essa estrutura seja pequena, com poucos degraus, é melhor que apresente barras de apoio.

2. Livre-se dos pisos escorregadios

Os pisos escorregadios também são convites a eventuais quedas e fraturas. Eles não oferecem a segurança necessária para que os idosos caminhem dentro de casa, principalmente quando o tipo de sapato utilizado também não ajuda.

Logo, se você perceber esse risco no seu lar, vale a pena investir na troca desses pisos nos ambientes de maior circulação. Podemos incluir nesse quesito os tapetes, que são problemas mais fáceis de resolver, já que basta tirá-los de vista.

3. Compre acessórios antiderrapantes

Quem não quiser mexer com maiores reformas pode optar por objetos antiderrapantes — que também ajudam a evitar os escorregões. Existem fitas adesivas para colocar no chão, tapetes e outros acessórios que possuem essa característica e contribuem para deixar o ambiente mais seguro.

4. Revise todas as instalações do banheiro

O banheiro é um dos locais mais perigosos da casa e, por isso, costuma ser o cenário de vários acidentes na terceira idade. Em vista disso, é essencial reavaliar todas as suas instalações.

Uma dica interessante é evitar que azulejos, pisos, vaso sanitário, pia e todos os outros acessórios sejam de uma única cor. Mesmo que seja mais bonito visualmente fazer tudo branco, por exemplo, isso tende a confundir a orientação dos idosos no local.

Portanto, o ideal é diferenciar os objetos para facilitar esse momento, inclusive instalando barras de apoio em locais estratégicos — como dentro do box e próximo ao vaso sanitário — oferecendo maior segurança para que o idoso realize seus movimentos.

5. Mantenha os caminhos livres

Algumas pessoas gostam de decorar a casa com muitos detalhes, móveis, tapetes, enfeites etc. Porém, ainda que o resultado seja muito agradável, ele pode não ser tão adequado para quem tem um idoso em casa.

O ideal é deixar espaços livres para que as pessoas possam circular sem esbarrar, tropeçar ou bater em objetos no caminho — incluindo brinquedos, roupas e coisas deixadas no chão. Por isso, procure manter as passagens sempre desimpedidas para prevenir acidentes e machucados.

6. Evite deixar superfícies molhadas

Outro perigo constante são as superfícies molhadas ou úmidas. As cozinhas e os banheiros são os ambientes que mais oferecem riscos, já que o contato com a água costuma ser maior nesses locais.

Quem tem o hábito de jogar água ou passar pano molhado no chão, por exemplo, deve ter o cuidado de deixar o piso bem seco após a limpeza.

7. Tenha cuidado com animais e crianças

Viver com toda a família é maravilhoso, pois essa convivência tende a contribuir para a qualidade de vida dos idosos. Mas é preciso ter certas precauções para deixar a casa mais segura ao misturar moradores de todas as idades e tipos.

Animais e crianças costumam deixar objetos pelo caminho, além de estarem quase sempre correndo e brincando. Pensando nisso, é melhor reservar ambientes para as brincadeiras, a fim de reduzir as chances de acidentes.

8. Reforce a iluminação

Ambientes mal iluminados aumentam significativamente o risco de quedas dos idosos, principalmente daqueles que já têm a visão comprometida. A falta de iluminação adequada faz com que seja ainda mais difícil circular pela casa com segurança.

Portanto, é fundamental manter os ambientes bem iluminados, trocando sempre as lâmpadas queimadas. Nesse sentido, 2 medidas podem ser bastante úteis:

  1. identificar os interruptores com fitas adesivas chamativas;
  2. deixar sempre uma luz próxima acesa durante a noite.

9. Priorize conforto e segurança

Uma das regras gerais para deixar a casa mais segura é justamente dar prioridade para o conforto e a segurança dos idosos — assim como dos outros moradores. Então pense sempre antes de tomar alguma atitude ou comprar itens novos.

Um bom exemplo está relacionado à escolha de camas, cadeiras, poltronas ou sofás. Muitas vezes, um design moderno e atraente não é muito funcional no dia a dia. É o caso de camas muito baixas ou muito altas, cadeiras sem braços, encostos desconfortáveis etc.

10. Procure adaptar a casa à rotina do idoso

Avaliar a rotina do idoso é interessante para observar quais atividades são comuns nos seus dias e, a partir disso, identificar suas necessidades. Assim, fica mais fácil enxergar as adaptações que devem ser feitas para prevenir acidentes.

Uma medida que muitas pessoas tomam é concentrar os ambientes mais importantes em um andar — como cozinha, banheiro, quarto e sala de televisão —, para que o idoso não precise subir e descer escadas diariamente.

Outro fator que merece atenção é deixar sempre acessíveis os objetos usados com maior frequência, sem que seja necessário utilizar apoios para pegar um papel higiênico, um remédio ou uma xícara de café.

Enfim, tomando esses cuidados fica mais fácil garantir que o idoso tenha sua saúde e bem-estar preservados. Além disso, contar com um bom plano de saúde e com a atenção de um familiar ou cuidador também são iniciativas importantes para a sua qualidade de vida!

Gostou de aprender a cuidar melhor da prevenção de quedas em idosos? Para continuar acompanhando outras dicas e informações, assine já a nossa newsletter!

Powered by Rock Convert

Sobre Blog BEM SAUDÁVEL

Este blog é uma iniciativa da Unimed Belém e, o seu conteúdo, é voltado para orientar e inspirar pessoas que buscam uma vida mais saudável, feliz e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *