Os 7 maiores benefícios do pilates para a meia idade

Os benefícios do pilates vão muito além do fortalecimento muscular. Se realizadas de maneira correta, as atividades podem aliviar dores de diversas origens, aumentar a flexibilidade, diminuir o estresse, melhorar a postura, entre outras vantagens.

Todas as pessoas podem praticar a modalidade — até mesmo crianças, idosos e gestantes. Entretanto, é possível dizer que os indivíduos de meia idade — entre 40 e 55 anos — são os mais beneficiados pela técnica.

Se você quer começar a praticar o pilates e ainda tem alguma dúvida ou precisa de um incentivo, acompanhe nosso post. Vamos listar 7 benefícios que podem aumentar sua qualidade de vida. Confira!

VEJA TAMBÉM NOSSOS EBOOKS GRATUITOS:
Check-list: o que fazer antes de começar uma atividade física?
Guia completo para emagrecer com saúde
Guia das vitaminas e minerais
Guia prático sobre vacinação
Guia prático para ter uma gravidez tranquila e saudável 

Afinal, quais são os benefícios do pilates?

1. Corrige a postura

À medida que envelhecemos, tendemos a projetar nossa cabeça para frente cada vez mais. Como consequência, os ombros se curvam, o que ocasiona uma série de problemas no corpo.

Além de dores lombares, a má postura pode tensionar os músculos, afetar as articulações da coluna e até obstruir a respiração. É por isso que o alongamento da coluna, feito durante as aulas de pilates, é um dos exercícios mais eficazes.

Com o tempo, esse alongamento realinha a musculatura, estabilizando-a. O resultado é uma postura correta e, consequentemente, uma vida melhor, já que as dores também tendem a sumir.

O interessante é que essas atividades também são indicadas para quem tem problemas de coluna, já que elas podem ajudar a corrigir pequenos desvios. Nesses casos, contudo, o ortopedista deve indicar os exercícios de acordo com o paciente.

Veja algumas patologias que podem ser melhoradas com o pilates:

  • hérnia de disco;
  • escoliose;
  • lombalgia;
  • cervicalgia;
  • ciática;
  • cifose;
  • hiperlordose.

Check-list: o que fazer antes de começar uma atividade física?

2. Recupera a coordenação motora

A coordenação motora é a capacidade que o nosso corpo tem de desenvolver determinado movimento, como correr, pular, escrever, desenhar etc. Não nascemos com essa habilidade e é por isso que ela é trabalhada com intensidade ainda nos primeiros anos escolares.

A grande questão é que nossa capacidade motora vai diminuindo ao longo dos anos. Por isso, é importante exercitar nossas habilidades com frequência a fim de nos tornarmos velhinhos com mais coordenação.

Nesse sentido, os exercícios do pilates podem ser bastante úteis, pois trabalham o corpo como um todo. Por meio da utilização de molas, bolas e outros objetos, eles melhoram a consciência corporal do indivíduo e também a coordenação.

3. Previne a incontinência urinária

É comum que o músculo do períneo e a musculatura do assoalho pélvico enfraqueçam conforme envelhecemos. Como consequência, a incontinência urinária pode surgir.

O pilates pode ser uma boa opção para prevenir e até tratar o problema. Por meio de exercícios de respiração, os músculos do abdômen, glúteo e períneo são enrijecidos e fortalecidos.

4. Melhora a autoestima

Rugas, flacidez, manchas pós-gestacionais. São muitos os fatores que fazem com que as pessoas de meia idade entrem em uma crise de autoestima. Os exercícios físicos são fundamentais para melhorar não só o corpo, mas também a mente da pessoa, que volta a se enxergar como alguém atraente.

Além de aumentar a qualidade de vida, com a diminuição das dores, por exemplo, o pilates tonifica a musculatura, tornando o corpo mais bonito. As atividades ainda proporcionam contato com outras pessoas — muitas delas com problemas parecidos. Tudo isso faz com que nos tornemos mais felizes e satisfeitos com nós mesmos, proporcionando um envelhecimento saudável e consciente.

5. Possibilita o aumento da consciência corporal

A criação de uma consciência corporal talvez seja um dos benefícios mais evidentes do pilates. Por meio das atividades, as pessoas começam a perceber e entender seus corpos.

Dessa maneira, somos capazes de saber exatamente o motivo de uma dor ou de uma lesão. Se o problema não for grave, é possível corrigi-lo ainda em casa por meio dos movimentos aprendidos em aula.

É claro que, em casos de lesões mais sérias, a primeira atitude é buscar um médico especialista e não um estúdio de pilates. Porém, uma dor no ombro ocasionada por má postura e longo tempo em frente ao computador, por exemplo, pode ser aliviada com movimentos simples.

6. Diminui dores e tensões

Dores musculares e lombares são um verdadeiro tormento em nossas vidas, não é mesmo? Pois saiba que a prática de pilates ajuda a diminuir incômodos constantes, como osteoartrite, artrose e fibromialgia.

Isso ocorre porque os alongamentos realizados bombeiam nutrientes vitais para os nossos tendões e músculos. Assim, há a promoção de uma circulação sanguínea melhor, fazendo com que ombros, costas, pernas e pescoços relaxem e a tensão que causa as dores seja eliminada.

Mas não esqueça a importância de um exercício voltado e adequado para seu problema. Ou seja, a consulta prévia com um médico é essencial.

7. Alivia o estresse

Quando realiza os exercícios de pilates, a pessoa precisa trabalhar a respiração e a concentração. Aos poucos, ela vai aprendendo a controlar a mente e o corpo, maximizando seu poder de comando em situações de estresse, nervosismo e ansiedade.

A intenção é que, a cada treino, você comece a se sentir mais relaxado, calmo e equilibrado. Só assim o aumento da qualidade de vida virá como um todo: mente tranquila e corpo saudável.

Se você ainda não se convenceu a começar a praticar o pilates, veja um resumo dos benefícios que apontamos no artigo:

  • alívio da dor;
  • fortalecimento muscular;
  • maior equilíbrio;
  • aumento da flexibilidade;
  • melhora da respiração e da coordenação motora;
  • aumento da autoestima;
  • maior consciência corporal;
  • controle das emoções;
  • redução do estresse;
  • prevenção de lesões;
  • aumento da capacidade de concentração etc.

Como começar a praticar o pilates?

Agora que você já conhece os benefícios do pilates, provavelmente quer começar a praticar o mais rápido possível, certo?

Bom, o primeiro passo é consultar um médico para que ele avalie possíveis desvios posturais, problemas musculares e identifique a origem de suas dores.

Com o laudo em mãos, procure uma clínica especializada. Dê preferência a profissionais com experiência no seu tipo físico – gestante, meia idade, idoso, ex-atleta, etc.

Vale lembrar que, a princípio, o pilates não tem contraindicação. A prática não gera desgastes de músculos, articulações, cartilagens ou ligamentos. Isso se dá porque os exercícios são focados no músculo do centro do corpo e são de baixo impacto, com poucas repetições.

Ou seja, o que importa é a qualidade e não a quantidade, e é por isso que tantas pessoas podem usufruir da técnica!

Agora que você já conhece os principais benefícios do pilates, assine nossa newsletter e receba mais dicas sobre saúde e bem-estar!

Powered by Rock Convert

Sobre Blog BEM SAUDÁVEL

Este blog é uma iniciativa da Unimed Belém e, o seu conteúdo, é voltado para orientar e inspirar pessoas que buscam uma vida mais saudável, feliz e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *