O que acontece quando paramos de comer carne vermelha?

A carne é fonte de grande parte das proteínas que precisamos e não tem um substituto único que contenha todos os seus atributos. Mas será que é impossível ter uma vida saudável sem esse tipo de alimento? O que acontece quando paramos de comer carne vermelha?

Entenda como a ingestão dela influencia o nosso corpo, além dos prós e contras de retirá-la da alimentação. Confira!

O que a carne vermelha causa em nosso organismo?

1. Melhora a oxigenação das células

Comer carne vermelha traz maior quantidade de ferro ao nosso sistema. Animais grandes possuem uma maior concentração desse mineral na forma heme, que é mais facilmente absorvida pelo nosso organismo em comparação ao ferro encontrado em vegetais e não requer conversão para uso.

2. Ajuda no sistema nervoso

A vitamina B12 é encontrada em alimentos de origem animal — como carne, ovos e leite — e é indispensável para o desenvolvimento e o bom funcionamento do cérebro e das células nervosas. A carne vermelha possui essa vitamina em maior quantidade que todas as outras fontes existentes.

3. Melhora o desempenho e a recuperação muscular

A carne de boi contém boa parte dos nutrientes necessários para a manutenção do nosso tecido muscular. A partir da ingestão de carne vermelha é possível utilizar as proteínas desse alimento, quebrá-las em aminoácidos e utilizá-los para construir nossas próprias proteínas.

Além de ser uma fonte proteica de alto valor biológico, contém creatina. Essa substância restaura a energia perdida após o esforço muscular e é frequentemente utilizada em suplementos nutricionais para o desenvolvimento da massa magra.

Existem vantagens em parar de comer carne vermelha?

1. Reduz o acúmulo de toxinas

Às vezes, não temos enzimas suficientes para quebrar as moléculas de algumas proteínas animais. Então, a eliminação dos tóxicos pela urina pode ser dificultada e o trabalho dos rins, aumentado.

Os vegetais, por outro lado, além de terem menos subprodutos tóxicos, contêm diversas substâncias antioxidantes que agem contra os radicais livres. Por essa razão, substituir a carne por legumes faz com que o corpo acumule menos toxinas.

2. Diminui dano celular

Por meio da diminuição da produção de radicais livres, subproduto da digestão da carne vermelha, o estresse oxidativo é reduzido. Esse processo tem como resultado o dano celular e até a morte celular, podendo levar a doenças degenerativas, como as cardiovasculares.

Os vegetais, em contrapartida, contêm antioxidantes, que são responsáveis por neutralizar os radicais livres.

3. Leva a perda de peso

As carnes estão sempre acompanhadas de gorduras (de diferentes tipos e quantidades, que dependem do tipo e do corte da carne) e eventuais substituições podem levar à perda de peso ao diminuírem o consumo dos lipídeos, desde que tudo seja feito da maneira ideal, com modificações inteligentes e introdução de vegetais variados.

Os conhecimentos de nutrição são indispensáveis para que não haja falta de nutrientes e que esse emagrecimento seja saudável. O vegetariano tende a prestar mais atenção no que come do que um carnívoro e apenas esse hábito adquirido já é uma grande vitória.

Quais são as desvantagens de substituir a carne vermelha?

1. Pode levar ao aumento de peso e deficiência nutricional

Muitas pessoas cortam a carne em busca da perda de peso e comprometem o equilíbrio nutricional. Acabam se tornando negligentes com alguns nutrientes essenciais e passam a comer mais batata e alimentos ricos em carboidratos. O que traz um resultado de diversas doenças causadas pelas deficiências nutricionais e o aumento de peso corpóreo.

Atente-se! Existe o vegetarianismo bem-feito que é diferente daquele realizado sem conhecimento e acompanhamento. Não se pode abolir a carne vermelha sem se preocupar em substituí-la com alimentos que supram as necessidades nutricionais diárias por completo.

2. Pode causar anemia

Mesmo que você seja ovolactovegetariano, o ovo e o leite unicamente não fornecem quantidades suficientes de minerais, como o ferro. Frequentemente, pessoas que não comem carne passam por uma deficiência desse mineral, que tem, entre as suas funções, a de transportar o oxigênio pelo corpo e passá-lo a cada célula.

A carência citada é chamada de anemia e tem consequências graves quando não compensada, podendo, em casos extremos, levar à morte. Folhas verde escuras e feijão são alimentos ricos em ferro, por isso, um vegetariano pode ser muito saudável. Contudo, ele deve estar sempre atento ao que come.

Esse mineral, quando apresenta origem vegetal, é menos absorvível do que o vindo de animais. Logo, deve ser ingerido em maior quantidade para que a necessidade diária seja atingida. Acompanhar essas refeições com um suco rico em vitamina C, como laranja ou acerola, ajuda a aumentar a sua absorção.

3. Requer suplemento de vitamina B12

Essa vitamina não é produzida pelo nosso corpo e não é encontrada em quantidades significantes em vegetais. É fabricada por bactérias e encontrada em animais que pastam ou ciscam. A suplementação pode ser feita por pastilhas sublinguais, injeções ou pelos biscoitos que são fortificados com a vitamina.

Afinal, a carne vermelha faz mal ou não?

A carne, principalmente a vermelha, tem sido associada a maiores índices de câncer e infarto. Mas não é simples dizer que ela faz mal à saúde humana, já que algumas questões não conseguem ser respondidas.

Um desses enigmas é a Europa mediterrânea que, segundo a revista Superinteressante, aumentou o consumo de carne vermelha desde o fim da Segunda Guerra Mundial e, mesmo assim, os índices de doenças do coração diminuíram. Essa população, por outro lado, possui um plano alimentar rico em vegetais frescos e variados.

Se houver deficiência de vitamina B12, ferro ou de proteínas, as chances de problemas nos sistemas nervoso e muscular e do desenvolvimento de anemia são muito altas e podem trazer sérias consequências.

Mas de uma coisa tem-se certeza: verduras, legumes e frutas fazem bem, evitando e prevenindo diversas doenças. Contudo, a retirada da carne deve ser feita com acompanhamento, a fim de que a variedade de vegetais consumidos supra as necessidades nutricionais do organismo.

Entendeu o que acontece quando paramos de comer carne vermelha? Percebeu que qualquer plano alimentar deve ser pensado para que não falte nenhum nutriente? Se você se interessa por dicas de saúde, siga-nos no Twitter, Instagram e Facebook para ficar em contato com as nossas novidades.

Powered by Rock Convert

Sobre Blog BEM SAUDÁVEL

Este blog é uma iniciativa da Unimed Belém e, o seu conteúdo, é voltado para orientar e inspirar pessoas que buscam uma vida mais saudável, feliz e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *