Nutrientes na alimentação: entenda a importância de montar um prato colorido

As cores não são apenas artifícios para motivar as crianças a comerem de uma forma mais completa, nutricionalmente falando. A pigmentação dos alimentos não só torna nossos pratos mais harmoniosos, mas nos auxilia a identificá-los de acordo com seus benefícios.

Entenda a importância de um prato colorido para toda a família e garanta os melhores nutrientes na alimentação de todos!

Quais nutrientes cada cor apresenta?

1. Vermelho

Alimentos desta cor são fontes ricas em carotenoides, que podem ser transformados em vitamina A. São importantes não somente para a dieta como para os cuidados estéticos.

Essa vitamina é interessante para a saúde óssea, apoiando ainda no crescimento e na saúde das células. O licopeno também marca presença na composição de muitos alimentos vermelhos, além da vitamina C e das antocianinas.

Dentre alguns exemplos de alimentos vermelhos, podemos citar:

  • tomate;
  • maçã;
  • melancia;
  • goiaba;
  • morango;
  • cereja.

2. Verde

Esses alimentos devem predominar nos pratos de quem está de dieta, afinal, ajudam na eliminação de toxinas indesejáveis ao corpo, além de contribuir para o fortalecimento dos ossos e para a melhoria da coagulação sanguínea.

Os vegetais verdes escuros contribuem com porções significativas de vitaminas A, C, E e K, além de minerais como o potássio, garantindo ainda o fornecimento de ferro, clorofila, ácido fólico, zeaxantina e luteína. Favorecem também a saúde do intestino, já que são fontes de fibras.

Dentre alguns exemplos de alimentos verdes, podemos citar:

  • ervilha;
  • couve;
  • espinafre;
  • brócolis;
  • alface;
  • pepino;
  • aipo.

3. Branco

Eles são pobres em gorduras, o que já pode ser considerado um ponto decisivo para inseri-los em seu cardápio. Pode-se encontrar vitamina D em minerais como o Cálcio e o Fósforo e, é recomendado, que alimentos brancos marquem presença em, no mínimo, 3 refeições de nosso dia.

Com essa coloração, você ainda garantirá uma ajudinha anti-inflamatória, antifúngica e antiviral, o que pode deixar seus filhos muito mais fortes.

Os alimentos brancos ainda se destacam por contribuir para o equilíbrio e a manutenção dos níveis de colesterol e da pressão arterial, reduzindo a probabilidade de câncer e doenças do coração.

Dentre alguns exemplos de alimentos brancos, podemos citar:

  • alho;
  • cogumelo;
  • cebola;
  • nabo;
  • arroz;
  • gengibre.

4. Amarelo

A cor é um tanto atípica, mas uma pequena porção de qualquer alimento amarelo pode potencializar os efeitos esperados em sua dieta.

Os alimentos amarelos podem ser pertinentes para fortalecer o sistema imunológico, melhorar a saúde do sistema cardiovascular, além de fortalecer ossos e dentes. Ricos em vitamina C, eles ainda auxiliam na cicatrização e na saúde da visão.

Dentre alguns exemplos de alimentos amarelos, podemos citar:

  • banana;
  • milho;
  • pimentão amarelo;
  • abacaxi;
  • mel;
  • jaca.

5. Roxo

Recomendados pela contribuição nutricional do resveratrol, seus benefícios incluem a prevenção ao câncer. E, há quem diga que o maior aproveitamento desta substância pode ser obtido a partir da casca da uva.

Além de ser fonte de niacina, os alimentos de coloração roxa são associados à longevidade e servem de apoio para a suplementação de vitamina C, Potássio e outros minerais importantes para a saúde dos nervos e do sistema digestório.

As substâncias antioxidantes reforçam também a proteção contra doenças cardíacas.

Dentre alguns exemplos de alimentos roxos, podemos citar:

  • berinjela;
  • alcachofra;
  • cebola roxa;
  • jabuticaba;
  • mirtilo;
  • framboesa.

4. Laranja

As frutas são boas opções para quem está em dieta e acha difícil conciliar a rotina saudável com as tarefas e responsabilidades diárias. Esses alimentos são fontes ricas em carotenoides, nutriente que pode se converter em vitamina A, auxiliando na saúde dos olhos, pele, cabelos e unhas.

Acrescentando o tom alaranjado às suas refeições, você poderá fortalecer o seu sistema imunológico, já que alimentos dessa cor possuem vitamina C e fibras interessantes para todo o sistema digestório.

Um copo de suco de laranja pode fornecer não só vitamina C, importante nutriente para otimizar a absorção de Ferro, mas a fruta ainda fornece Potássio e ácido fólico.

Dentre alguns exemplos de alimentos alaranjados, podemos citar:

  • cenoura;
  • mamão;
  • abóbora;
  • pêssego;
  • tangerina.

Como ajudar as crianças a se alimentarem adequadamente?

Escolher alimentos coloridos deve ser uma oportunidade para mostrar às crianças que essa é a melhor forma de garantir uma nutrição completa. As cores podem auxiliar no acompanhamento e no reconhecimento dos nutrientes consumidos pelos seus filhos.

Para estimular o paladar e combinar alimentação com diversão, você pode, ainda, se inspirar nos personagens de desenho ou games preferidos do seu filho para realizar a montagem do prato.

Lembre-se que a imaginação deve ser utilizada para inovar e motivar, por isso, não deixe de investir em saladas de frutas.

Um prato colorido está perto de ser completo, mas devemos ficar de olho também para escolher um bom acompanhamento profissional. Ou seja, é fundamental existir uma orientação não só para determinar as reais porções necessárias de cada cor, mas também para incorporar à nossa rotina hábitos e escolhas saudáveis de forma adequada.

O que fazer para lidar com o paladar?

Sabemos que muitos alimentos nutritivos não agradam a alguns paladares. Portanto, tente mesclar as saladas com legumes e verduras que estão — ou não — entre os seus favoritos. Essa é uma estratégia interessante para driblar alguns sabores e isso pode se tornar ainda mais divertido se você transformar a variedade de cores e gostos em uma aventura com as crianças.

Lembre-se dos acompanhamentos, pois eles são bem-vindos para enriquecer ainda mais o perfil nutritivo de sua refeição. O seu prato colorido pode ser acompanhado de vitaminas ou smoothies, que contribuem ainda mais com a absorção de vitaminas e minerais.

Como se manter firme na dieta?

Devemos considerar — e muito — aquele velho ditado: comemos com os olhos! A atração visual é muito convincente para um cardápio atraente, portanto, mesmo que não tenha tempo, tente investir nas cores para preparar pratos mais bonitos e, assim, se manter firme na dieta e pensar na sua saúde e de seus filhos.

Seguir a dieta por muito tempo pode ser complicado, por isso, brincar com o arranjo e cores dos alimentos pode ser um artifício para se manter em seu propósito.

Gostou do nosso post de hoje? Se você quer investir na conquista da boa forma, garantindo os bons nutrientes na alimentação, confira o conteúdo sobre reeducação alimentar e não prejudique seu bem-estar: fique de olho também na saúde de toda a sua família!

Powered by Rock Convert

Sobre Blog BEM SAUDÁVEL

Este blog é uma iniciativa da Unimed Belém e, o seu conteúdo, é voltado para orientar e inspirar pessoas que buscam uma vida mais saudável, feliz e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *