Como parar de fumar de uma vez por todas?

Se você fuma, certamente está cansado de saber que o tabaco é o maior fator de risco para o desenvolvimento de câncer de pulmão e outras doenças pulmonares e cardiovasculares. E é verdade: dos 1,3 bilhão de fumantes no mundo, aproximadamente 650 milhões morrerão precocemente devido ao tabagismo.

Mesmo sabendo disso, entra ano e sai ano, e você não sabe como parar de fumar sem cair em outras compulsividades, certo? No post de hoje, damos algumas dicas de como passar por esse processo com menos sofrimento e maior êxito. Vamos lá?

Transforme o desejo em plano

O primeiro passo é transformar a vontade de parar com o cigarro em atitudes concretas, e isso só se faz com planejamento. Antes de qualquer coisa, você deve escolher como parar de fumar e anotar em uma agenda o que deve ser feito em cada dia, seus prazos e metas.

Para evitar crises de abstinência, é sempre mais indicada a retirada gradual da substância que causa dependência. A partir da data que você for efetivamente colocar o plano em prática, você pode fumar de um a cinco cigarros a menos por dia até que, ao final de duas semanas, o saldo do dia seja zero.

É importante que você não prolongue para mais de duas semanas essa fase de redução gradual, pois a retirada muito lenta pode se tornar uma nova desculpa para nunca chegar ao saldo zero. Além disso, à medida que for reduzindo os cigarros, vá adaptando os horários de fumar, tornando os intervalos entre um cigarro e outro mais proporcionais para que um período maior de fumar não te leve ao descontrole.

Outra opção bastante eficaz é não fumar cigarros inteiros, assim você distrai sua mente e, ao final do dia, terá fumado menos. Ou, ainda, você pode retardar o horário do primeiro cigarro do dia, isto é:

  • no primeiro dia você fuma às 9 horas;
  • no segundo, às 10:30 horas;
  • no terceiro, ao meio dia e assim por diante.

Os intervalos e prazos dessas estratégias devem ser adaptados àquilo que você acredita que consegue cumprir. Se perceber que está se boicotando, pare e crie um plano mais viável para você.

Antecipe as dificuldades

Parar de fumar é possível, mas ninguém disse que vai ser fácil. Crises de irritabilidade e de compulsividade geralmente acompanham esse processo e é nessa hora que você tende a sucumbir ao vício. A chave para o sucesso é conversar consigo mesmo, manter a calma e entender as dificuldades como parte de uma evolução positiva.

A boa notícia é que os momentos de fissura — nos quais é muito difícil se conter — costumam durar no máximo 5 minutos, então vale a pena listar algumas situações em que você sabe que terá dificuldade em não fumar e colocar abaixo uma solução de alívio rápida.

Conversar com amigos, pessoas que também estão parando de fumar e tornar a sua decisão pública para família, filhos e até em redes sociais também pode ajudar a manter o controle. Isso porque é muito mais fácil não cair na tentação quando há mais alguém vigiando suas decisões além de você mesmo. Pode apostar!

Drible o desejo

Bateu vontade de acender um cigarro? Siga estes truques que ajudam a enganar o cérebro nesse momento crítico:

  • mastigue chicletes sem açúcar;
  • chupe gelo ou tome água gelada (2 litros ao dia);
  • coma uma fruta imediatamente;
  • mantenha suas mãos ocupadas com um elástico ou rabiscando um papel;
  • chupe balas diet de cravo ou canela;
  • escove os dentes;
  • evite álcool e café nesse primeiro momento;
  • feche os olhos e faça inspirações e expirações profundas e lentas;
  • saia para uma breve caminhada.

Adapte a dieta

Parar de fumar e emagrecer são duas resoluções de ano novo que parecem não combinar em uma mesma frase. É verdade que, quando você para de fumar, o paladar e o olfato melhoram consideravelmente e tendem a aumentar o prazer no ato de comer, sobretudo guloseimas e doces.

Mas, calma, nem tudo está perdido: com a ajuda de um nutricionista, componha uma dieta rica em alimentos como o leite e seus derivados, que modificam para pior o gosto do cigarro, além de frutas, legumes e hortaliças. Esses alimentos são ricos em vitaminas e em bioativos que ajudam na modulação do estresse, ansiedade e depressão, e ainda desintoxicam o organismo.

Se você é daqueles que não fica sem um cafezinho com cigarro, experimente combinar a bebida sem açúcar com 2 quadradinhos de chocolate 70% cacau. Sozinha, a cafeína tende a aumentar a ansiedade, mas o cacau neutraliza esse efeito e ajuda na modulação do estresse, além de estimular liberação de serotonina, um dos neurotransmissores responsáveis pela sensação de prazer e felicidade.

Forneça endorfina para seu corpo

O prazer que você sente ao fumar é devido à ação da endorfina, um hormônio que potencializa a sensação de prazer, bem-estar e funciona até como analgésico. Parar de fumar, portanto, implica em estimular a liberação de endorfinas por outros meios, a fim de evitar a irritabilidade e o mau humor.

A melhor maneira de manter-se bem humorado é fazendo exercícios físicos regulares, o que vai te ajudar a ter mais concentração ao longo do dia, ficar menos ansioso e a dormir melhor. Outro método, também muito aderido por quem quer parar de fumar, é a acupuntura. Nessa técnica, os nervos são estimulados pela agulha, favorecendo a liberação do hormônio.

Gratifique-se

O ser humano é motivado por recompensas, por isso, sugerimos que você junte em um potinho todo o dinheiro que economizar com cigarro por dia. Ao final da semana, compre um presente pra você mesmo com a quantia poupada, vá a um restaurante que sempre quis, ao teatro ou ao cinema como motivação para continuar o plano!

Associe o cigarro a coisas ruins

A velha estratégia usada pelo Ministério da Saúde de colocar fotos chocantes daquilo que o cigarro pode causar no verso dos maços também pode ser uma aliada, embora as estratégias relacionadas a uma postura de autocuidado e mudança de hábitos mostrem muito mais êxito que essas de impacto negativo.

De qualquer forma, você pode visitar pacientes oncológicos em hospitais e clínicas, vendo de perto o sofrimento que você pode vir a enfrentar no futuro. Mais do que isso, se você tem filhos, basta pensar que os prejuízos do fumo passivo são mais devastadores para suas crianças que para você mesmo.

A fumaça tóxica é capaz de provocar câncer de pulmão, enfisema pulmonar, doenças do coração e até mesmo sinais de dependência química naqueles que convivem com você. Não é isso que deseja para aqueles que você mais ama, né?

Apesar de ser um processo cheio de privações, você verá que não há nada como parar de fumar! Se quiser continuar recebendo dicas sobre estilo de vida e saúde, assine a nossa newsletter e fique por dentro de tudo o que você precisa saber para cuidar melhor da sua família!

Powered by Rock Convert

Sobre Blog BEM SAUDÁVEL

Este blog é uma iniciativa da Unimed Belém e, o seu conteúdo, é voltado para orientar e inspirar pessoas que buscam uma vida mais saudável, feliz e equilibrada.

1 comentário

  1. Jimmy

    Informação valiosa. Para minha alegria que achei o seu website por acidente, e estou muito feliz com o que eu li aqui. Abraço.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *