Afinal, como funciona o Reiki?

Muitas pessoas têm ouvido falar sobre o Reiki, esse assunto tem arrebatado o coração de muitas pessoas. Ainda assim, muitas não sabem o que ele realmente significa e os impactos que pode trazer na vida de seus praticantes. 

Por mais estranho que possa ser, isso é ao mesmo tempo bastante natural. Apesar de a técnica ser milenar, ela se difundiu há poucos anos no Brasil — o que explica o desconhecimento. Se você quer mudar a situação, se inteirar um pouco mais sobre o assunto e entender como ele pode te ajudar, então não deixe de ler a postagem até o final. Vamos juntos nessa? 

O que é e como funciona o Reiki?

O Reiki é uma palavra japonesa que nasce da junção de duas outras: REI (energia, espiritual, força de espírito, luz do espírito, luz espiritual) e KI (energia pessoal, alma pessoal e vontade). Como você pode perceber, o Reiki trabalha unindo duas vontades, ou seja, conectando a vontade pessoal com a universal.

Para isso, ele trabalha em diferentes níveis: mental, espiritual e físico. Tudo é feito com o objetivo de alinhar o corpo e a mente e fazer com que tudo funcione com mais sintonia.

A técnica explora o equilíbrio corporal energético e é feito por meio da imposição de mãos. Os toques são feitos no campo áurico e visam proporcionar bem-estar e relaxamento, mas engana-se quem pensa que é só isso. O Reiki também tem o objetivo de estimular o sistema imunológico, reduzir dores físicas e emocionais (e por isso se tornou uma das mais fortes terapias alternativas).

Assim, acontecem as transfusões de energia para os centros de força, também conhecidos como chacras. Esses pontos ficam no topo da cabeça (coronário), entre os olhos (frontal), na garganta (laríngeo), no peito (cardíaco), entre outros. Depois de ativados a energia passa a fluir de forma mais livre pelo organismo.

Como cada ponto é trabalhado?

Depois de entender um pouco melhor quais são os principais pontos, é bem provável que você esteja se perguntando sobre como cada um deles é trabalhado. Saiba dos mais comuns abaixo:

Cabeça

A ativação da cabeça tem como objetivo ativar a hipófise, a amídala, a pineal e o hipotálamo. Essa movimentação influencia na melatonina e dopamina, hormônios que podem ajudar a controlar casos como esquizofrenia, depressão e ansiedade.

Tireoide/Coração

O objetivo do Reiki aqui é estimular o equilíbrio da circulação. Além disso, estimula-se também as glândulas suprarrenais, melhorando a liberação de adrenalina e cortisol, melhorando os índices de estresse.

Ovários/Testículos

Eles controlam a estabilização de estrógeno e progesterona (no caso da mulher) e testosterona (no caso do homem). Essa pode ser uma boa forma de influenciar e controlar o comportamento de ambos.

Como a técnica é dividida?

O Reiki é dividido em diferentes níveis. O primeiro deles acontece com treinamentos para que a pessoa aprenda a ativar sua própria energia vital e, em seguida, dos outros. Aqui envolvemos todos os seres viventes, sejam pessoas, plantas ou animais.

Essa energia é despertada e depois será absorvida onde for necessário. Isso significa que ela pode atuar no corpo físico, intelecto, emoções, sentimentos ou o que mais for necessário.

O segundo nível é quando a essência do Reiki é revelada. Nesse caso, os símbolos que são considerados sagrados têm a finalidade de reduzir o tempo e distância. Tudo isso é aprendido com muita calma para que depois possa ser praticado. Em seguida, o recurso pode ser aplicado em qualquer pessoa ou objeto. O foco da cura aqui são as doenças mentais e as do corpo físico.

Quais são os benefícios?

Controla o estresse e ansiedade

Conhecida como uma alternativa bioenergética, muitas pessoas relatam que se sentem menos estressadas e ansiosas depois de praticarem o Reiki. Isso acaba fazendo com que os pacientes tenham também mais equilíbrio emocional.

Potencializa o equilíbrio hormonal

Como estimula o equilíbrio do corpo, é natural que traga reflexos para o funcionamento hormonal também. Quando funcionam na carga certa dentro do organismo eles acabam fazendo com que todo o corpo funcione de forma otimizada.

Diminui a impulsividade

Os praticantes de Reiki também costumam apresentar um perfil mais calmo e tranquilo, reduzindo a impulsividade. Essa é uma forma de levar uma vida mais desafogada e leve. Como a prática também traz consigo técnicas de respiração, acaba trazendo muitos benefícios para o organismo e mente, melhorando o comportamento.

Melhora e fortalece o sistema imune

Quando o corpo está trabalhando em equilíbrio é natural que tenha o sistema imune solidificado. As sessões de Reiki também ajudam muito nesse sentido, pois fazem com que os sistemas do corpo se fortaleçam e consigam combater as enfermidades de forma mais consistente, muitas vezes nem deixando que elas atinjam o indivíduo.

Algumas pessoas também acreditam que a técnica promova a remoção das toxinas. Embora não seja totalmente comprovada, ela tem uma forte relação com o sistema autoimune. Vale lembrar que ele sempre funciona na causa do problema, ou seja, é uma energia intuitiva. A energia percorre todo o corpo para aliviar dores e outros sintomas, restaurando sempre o equilíbrio natural.

Os resultados são comprovados?

Embora não haja uma concordância geral, muitos pesquisadores têm se empenhado em defender a causa. Um grande exemplo são grandes nomes da Unifesp tentam provar que o Reiki pode sim ter seu efeito comprovado cientificamente.

Ricardo Monezi, um importante pesquisador brasileiro e professor da Unifesp, fez uma pesquisa com camundongos com câncer. Ele separou grupos que recebiam sessões de Reiki e que não recebiam. Foi observado crescimento dos linfócitos (células de defesa) dos que recebiam.

Isso revela que o Reiki pode sim ser uma ótima terapia complementar para o tratamento de enfermidades — e para prevenir cada uma delas.

Essa pode ser uma forma eficiente de viver melhor em vários sentidos, seja no tratamento de doenças ou para levar uma vida mais calma. Ele não deve substituir o tratamento convencional, mas pode ser um ótimo complemento.

E você, conhece algum outro benefício que esquecemos de citar aqui? Não deixe de compartilhar nos comentários abaixo e ajudar outras pessoas também!

Powered by Rock Convert

Sobre Blog BEM SAUDÁVEL

Este blog é uma iniciativa da Unimed Belém e, o seu conteúdo, é voltado para orientar e inspirar pessoas que buscam uma vida mais saudável, feliz e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *