Afinal, como funciona o ciclo menstrual da mulher?

O ciclo menstrual é um período comum na vida das mulheres, mas para muitas pessoas, esse assunto ainda é considerado um tabu. Infelizmente, a falta de informação pode causar alguns transtornos. Pensando nisso, preparamos um post especial, com tudo o que você precisa saber para lidar com a menstruação de maneira natural e saudável.

Continue a leitura!

VEJA TAMBÉM NOSSOS EBOOKS:
Check-list: o que fazer antes de começar uma atividade física?
Guia completo para emagrecer com saúde
Guia das vitaminas e minerais
Guia prático sobre vacinação
Guia prático para ter uma gravidez tranquila e saudável 

O funcionamento do ciclo menstrual

Chamamos de ciclo menstrual os períodos cíclicos no qual ocorrem variações hormonais no corpo da mulher com o objetivo de preparar o organismo para uma possível gravidez. Geralmente, o ciclo menstrual possui cerca de 28 dias, sendo dividido em 3 fases:

  1. folicular;
  2. ovulatória;
  3. e lútea.   

O primeiro fluxo menstrual ocorre ainda na adolescência, entre os 10 e 15 anos de idade, durante a puberdade. Esse momento recebe o nome de menarca. Trata-se de um período bastante importante na vida de uma mulher. A primeira menstruação é um marco biológico das muitas transformações físicas e psicológicas que a paciente passa para preparar o corpo para gerar filhos.

Entenda as fases do ciclo menstrual

A fase Folicular é a primeira parte de todo ciclo menstrual da mulher e é marcada pelo primeiro dia de menstruação e se prolonga por volta de 13 dias. Durante esse primeiro período, o organismo produz bastante FSH (hormônio folículo-estimulante), que faz os folículos ovarianos amadurecerem, fazendo com que mais estrogênio seja produzido no ovário.

A segunda fase do ciclo menstrual é chamada de Fase Ovulatória. Esse período tem como evento principal a ovulação, quando o óvulo mais maduro sai do ovário, geralmente por volta do 14º dia do ciclo. Corresponde ao período fértil em um ciclo totalmente regular, que dura de 1 a 3 dias. 

O terceiro e último período do ciclo menstrual da mulher é a fase lútea. Nesse ponto, o organismo produz  progesterona em maior quantidade, preparando o revestimento do útero para a possível gravidez. Quando ela não ocorre, as quantidades de hormônios declinam, o que leva ao fluxo menstrual da mulher e, consequentemente, a um novo ciclo. Quando há fecundação, o corpo começa a produzir hCG para dar continuidade à gravidez e não ocorrer a menstruação.

Como acompanhar o seu ciclo menstrual

Existem algumas maneiras bastante práticas de acompanhar o seu ciclo menstrual — e a tecnologia tem ajudado nisso. Conheça alguns aplicativos para celulares que têm a proposta de ajudar mulheres todos os meses.

Flo Calendário Menstrual

O app Flo Calendário Menstrual propõe monitorar o ciclo menstrual da usuária por meio de aprendizagem automática, ou seja, o aplicativo armazena as informações e faz cálculos e previsões utilizando dados estatísticos. Quanto mais informações forem inseridas, mais preciso será o monitoramento.

Assim, será possível saber os seus dias férteis, marcar lembretes sobre anticoncepcionais, monitorar o seu fluxo menstrual e fazer um histórico dos sintomas do seu ciclo, que serão apresentados em gráficos simplificados.

O Flo ainda também possui funcionalidades que elevam a saúde e o bem-estar da mulher, como o monitoramento do estilo de vida. O app armazena dados como:

  • horas de sono; 
  • consumo diário de água;
  • e prática de atividades físicas.

Clue Calendário

O Clue Calendário tem uma proposta bastante parecida com a do Flo. Utilizando ciência e dados estatísticos, ele ajuda a mulher a descobrir os padrões únicos de seu ciclo menstrual, além de fazer alertas sobre menstruação, TPM e janela fértil. O app também pode ser bastante útil para quem deseja engravidar, pois oferece informações sobre os padrões da temperatura basal.

A temperatura basal é a temperatura corporal medida pela manhã, logo após acordar. Na mulher, esse número comumente se eleva durante a ovulação, logo, registrar o padrão de temperatura pode ajudar a conhecer quais são os dias mais férteis.

Vale lembrar de que, assim como o método da tabelinha tradicional, esses aplicativos não são 100% seguros para evitar a gravidez indesejada sozinhos. Se a sua intenção é evitá-la, a melhor opção é marcar uma consulta com um médico ginecologista e conversar sobre métodos mais seguros.

Possíveis sintomas do ciclo menstrual (e como lidar com eles)

De fato, muitas transformações ocorrem no corpo da mulher durante o ciclo menstrual. Por isso, é comum que surjam alguns sintomas, como cólica, dores de cabeça, enjoos, irritabilidade, sensibilidade nos seios e tontura antes da menstruação. É muito importante que você observe todos esses sinais e relate-os ao seu ginecologista, durante a consulta de rotina.

Muitas vezes, medidas simples, como regular a alimentação ou trocar o método anticoncepcional, podem amenizar esses sintomas e trazer mais qualidade de vida para o seu dia a dia. Lembre-se: sentir dor e desconforto não deve ser considerado algo normal. Apenas um especialista poderá realizar exames de rotina e certificar-se de que tudo corre bem com a sua saúde.

6 dicas para ter um ciclo menstrual mais tranquilo

Manter hábitos saudáveis pode ser bastante benéfico para o seu ciclo menstrual, afastando alguns sintomas indesejados. Confira nossas dicas.

  1. Beba bastante água, pois manter o corpo bem hidratado pode evitar tontura e mal-estar geral.

  2. Evite alimentos que potencializam os sintomas da TPM, como dores de cabeça, náusea, retenção de líquidos e inchaço. Procure evitar o consumo excessivo de doces, frituras, pão branco, excesso de sal e alimentos processados.

  3. Invista em uma dieta saudável, rica em frutas, verduras, legumes, grãos integrais e peixes para suprir suas necessidades nutricionais.

  4. Pratique exercícios físicos regularmente. Além de manter o seu peso, esse tipo de prática ajuda a reduzir sintomas como a ansiedade e irritabilidade.

  5. Procure fazer atividades físicas mais leves, como yoga, meditação, massagens, caminhadas e dança, logo antes e durante a menstruação, para aliviar o estresse.

  6. Converse com o seu médico sobre o uso da pílula anticoncepcional. Além de evitar a gravidez, ela pode ajudar a regular o seu fluxo menstrual. Mas lembre-se: a pílula deve ser prescrita necessariamente por um médico e não previne doenças sexualmente transmissíveis se não for associada a outros métodos.

Conhecer o funcionamento do ciclo menstrual é uma ótima maneira de prever sintomas da TPM, planejar uma gravidez, não ser pega de surpresa no primeiro dia da menstruação e muito mais. Com o tempo, você passará a conhecer o seu corpo e o seu organismo, adaptando-se às mudanças e encontrando as melhores alternativas.

Você tem alguma dica para o ciclo menstrual? Compartilhe na área de comentários.

Powered by Rock Convert

Sobre Blog BEM SAUDÁVEL

Este blog é uma iniciativa da Unimed Belém e, o seu conteúdo, é voltado para orientar e inspirar pessoas que buscam uma vida mais saudável, feliz e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *